Diálogo Fraterno para surdos

Acesse as orientações em Libras

Enviar

Ética e Fraternidade:
considerações importantes sobre o Diálogo Fraterno

O DF pode ser considerado como uma manifestação do amor fraternal que Jesus nos ensinou a praticar. Neste sentido, os princípios doutrinários do Espiritismo devem estar incorporados no Diálogo Fraterno através do comportamento digno e respeitoso em ambos os lados, do atendente e do atendido.
Desta forma, cabe esclarecer que:

  1. O DF é um momento especial de fortalecimento para que o atendido possa encontrar caminhos que ainda não vislumbrou para solucionar ou melhor lidar com os infortúnios que a vida apresenta. Certamente, que no cumprimento de tal serviço os maiores propósitos devem ser a aceitação e o respeito às singularidades;
  2. O atendente irá estabelecer um diálogo, que é diferente do aconselhamento com base nas próprias experiências. Ao contrário, irá procurar orientar, pela via doutrinária, com base nas vivências do atendido;
  3. Não deverá requerer ou induzir o atendido confessar quaisquer detalhes íntimos, totalmente desnecessários para o bom atendimento; 
  4. Importante salientar que o atendente deve manter o afastamento emocional, abstendo-se de utilizar desse espaço para estabelecer relações afetivas aprofundadas e continuadas. Sua conduta deve pautar-se na ética e no respeito, cabendo-lhe entender que o espaço criado é totalmente inadequado para tais vínculos, sob quaisquer justificativas. Se o atendente perceber em si mesmo emoções desconcertadas por qualquer atendido, além da fraternidade pura, deve pedir o afastamento imediato, procurando o estudo, a meditação e o autoconhecimento como formas de retornar inteiramente ao objetivo definido da tarefa. Por outro lado, se o atendido perceber de igual maneira qualquer conduta estranha no atendente, tem total liberdade para procurar a coordenação da tarefa e conversar abertamente sobre o fato, para que possam ser tomadas as providências cabíveis;
  5. O DF é importante meio para tratar das questões da vida e reconhece-se ainda que o atendente não tem autorização de abolir ou interferir em qualquer conduta de outro profissional do qual o atendido faça uso, seja em tratamentos médicos, psicológicos, fisioterapeutas, nem mesmo orientação religiosa, política, sexual, etc. O Espiritismo soma às forças que se direcionam ao bem de cada um e da sociedade.
Redimensionar fonte
%d blogueiros gostam disto: